REPORTE LINKS INOPERANTES CLICANDO AQUI: MúsicAmiga

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Cacuriá de Dona Teté

"O toque seco da caixa rasga o silêncio, a voz acridoce enche o espaço, a emoção é precisa, seja numa cena dramática ou numa brincadeira de muita vibração e alegria, seja num palco, numa festa do divino ou na rua, o público se emociona: é Dona Teté em cena.
Almerice da Silva Santosd, a popular Dona Teté, chegou ao LABORARTE em 1980 para participar de um espetáculo de teatro, 'Passos', e trouxe em sua bagagem um vasto conhecimento da cultura popular como caixeira do divino, coreira de tambor-de-crioula, brincante de cacuriá e rezadeira de ladainha.
Com consciência plena de sua capacidade artística, para ela tanto faz ser uma estrela do espetáculo, como no cacuriá, ou ter uma pequena participação em uma peça, que transfere para a cena toda energia da cultura de um povo, estabelecendo uma empatia imediata com a platéia.
A dança do cacuriá foi criada por 'Seu' Lauro, artista popular que foi buscar no 'Carimbó de Caixeira', que acontece ao final da festa do divino, a musicalidade, o movimento e a molecagem para criar uma nova forma de expressão artística popular. Mas foi Dona Teté a responsável pela divulgação e difusão da brincadeira, principalmente após a montagem do espetáculo 'Cacuriá de D. Teté', em 1986, pelo LABORARTE."
Nelson Brito
Encarte
Abrace:
- Divino Cacuriá de Teté

3 comentários:

Francisco Junior disse...

eh esse blog era msm o q eu tava procurando...
eh um incentivo ao folclore da minha terra...
mil abraços...
vlw pelo blog.

Cunha Carneiro disse...

Francisco,
esse é o nosso escopo. Obrigado pela visita e um grande abraço.

Raymundo Junior disse...

Sou maranhense e moro atualmente no amazonas esse blog me ajuda a matar a saudade da minha terra.