REPORTE LINKS INOPERANTES CLICANDO AQUI: MúsicAmiga
Música de Abertura: "Maranhão, Meu Tesouro, Meu Torrão", de Mano Borges

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Jarlene Maria

Jarlene, nossa amiga, poetisa e cantora não encanta só por isso. Não fossem sua simpatia e alegria contagiantes, seria seu jeito despojado e irreverente, seria sua animação natural, seria seu cerne talhado pela cultura nordestina, de sua origem potiguar.
Jarlene cantou e encantou. Infelizmente (para nós, seus fãs e ouvintes) enveredou por outros caminhos profissionais que não o da música, deixando-nos apenas poucas jóias, das quais estamos repartindo aqui as duas mais belas.

Jarleneologia

"Uma das coisas que mais me sensibilizaram são duas: a consciência e a sensibilidade de Jarlene Maria. Acompanhei-a por diversos momento, tanto na cidade dos urbanóides como aqui em Taperoazim. Eu me lembro que nos conhecemos no Teatro João Caetano depois de eu ter realizado uma contenda musical. Depois, por força do mato, nos encontramos em Campo Grande, aí passamos com a Deusa Cinthia três sóis e tres luas crescentes aqui em Taperoazim, junto com as galinhas soltas no terreiro e os beija-flores invadindo as janelas e o canto do jacu. Um bacurau de noite cantou pra o sabiá, que cantou pra o bem-te-vi já no amanhecer que cantou pra o pintassilgo, digo, galo-de-campina, porque o concriz quis porque quis que todos os passarinhos mortos de saudade do canto dessa "Pássara" Jarleneológica ficassem felizes.
Pra te jogar uma praga: que a "Pássara" viva de felicidades pelo menos uns dois séculos. Você tem esse direito de feliz viver com as canções em plena plantação, em beijos gerais.
Taperoazim, Roça Quadrante, Solar Sul, Brasil, América Latina, Ocidente, Planeta Terra, Via Láctea, Amém."

Vital Farias

FAIXAS: 01-Incelença Nordestina (Emília de Souza & Jarlene Maria) / 02-João-de-barro (José Lucas de Barros & Jarlene Maria) / 03-Eu Vi Deus (Rosemilton Silva & Jarlene Maria) / 04-Jujubassu (Jarlene Maria) / 05-Sem Chuva no Meu Sertão Acabou-se a Alegria (José Lucas de Barros & Jarlene Maria) / 06-Frevo Guigui (Jarlene Maria) / 07-Planta de Mel (Jarlene Maria) / 08-Flor de Croatá (João Silva & Raimundo Evangelista) / 09-Mulata (Renato Caldas & Jarlene Maria) / 10-Acalanto Para Zé Menininho (Jarlene Maria) / 11-Fulô do Mato (Renato Caldas & Mirabô e Jarlene Maria) / 12-Vida de Caboclo (José Luís & J. Resende).

FAIXAS: 01-Reboliço (Renato Caldas & Jarlene Maria) / 02-Gemer de Dois é Assim (Jarlene Maria) / 03-E Se Eu Cair, Pei-puf (Edmar & Jarlene Maria) / 04-Duas Polegada e Meia (Jarlene Maria) / 05-Desafio (Geraldo Luiz Azevedo) / 06-Viola X Piano (Stoessel Augusto, Jarlene Maria & Kleber) / 07-Cantochâo (Jarlene Maria & Wanderley) / 08-Zoada de Amor (Kleber Matos) / 09-Nosso Amor Nasceu Cantando (Zé Lucas & Jarlene Maria) / 10-Só Lembrando (José Marcelo & Jarlene Maria)
Abrace:

5 comentários:

Roselene disse...

As músicas dela são maravilhosas. Minha família toda é de Currais Novos, RN. Meu pai ganhou de meu tio, Celestino Alves, o disco Planta de Mel, que deve ser dos anos 70. Eu as escuto desde pequena, quando tinha a minha vitrola.
Agora, encontrar estas pérolas na internet me emocionam muito. A felicidade é imensurável.

Marcos Paulo disse...

Fiquei muito feliz e emocionado e ver esse artigo. Me chamo MArcos Paulo (Marquinho) e tive a felicidade de na minha infância conviver com essa pessoa maravilhosa que é Jarlene. Aliás toda a família é maravilhosa, especialmente meu grande amigo João Guilherme (Gui-gui) seu filho mais novo, que junto comigo fez o coro infantil da música "Nosso amor nasceu cantando" do disco Reboliço.
À época tinha 13 anos, hoje estou com 37 e me emocionei ao ler esse post.

Cunha Carneiro disse...

Marquinhos,
quem não se emociona com Jarlene?
Essa figura maravilhosa, múltipla e cativante conviveu conosco, em Brasília, por alguns anos. Está de volta ao seu torrão natal e nos deixou cheios de saudades.
A sua alegria nos faz falta em nossas rodadas costumeiras.
Grande abraço

Ádala Menezes disse...

Olá, cunha Carneiro. Meu nome é Ádala Dayane e estou fazendo meu trabalho de conclusão na Faculade sobre o poeta assuense Renato Caldas. Jarlene Maria musicou e gravou duas poesias dele. Encontrei esse post em seu blog e gostaria de saber se o senhor tem algum contato dela, para nós procurarmos e pedirmos autorizção da utilização dessa música no trabalho.
Grata. Ádala

João Guilherme N. Cruz disse...

Prezados, também transbordei de felicidade ao ler esse post e principalmente os comentários de carinho admiração. Sou João Guilherme, filho de Jarlene e, fora toda corujice, considero os dois primeiros trabalhos de minha mãe pérolas escondidas da MPB.

Conversei com ela sobre o post e ela ficou muito feliz também. Eles estão, no momento, sem computador em casa e não podem ler.

Marquinho, meu grande amigo, obrigado por me alertar sobre o blog e um grande abraço pra vc. Aguardo sua visita em Brasília Beach!!!

Ádala, conversei com minha mãe e ela não vê problema algum em te ajudar. Me passe, por favor, seu email, que eu transmito os contatos dela.

Cunha Carneiro, obrigado pelas palavras e por compartilhar o trabalho de Jarlene. Vi que você é de Brasília, nós nos conhecemos?